Tecnologia / Artigos / Arquitetura de Software /
Introdução

Cléber

![cathedral-1.jpg](/files/176) *Photo by [Derek Story](https://unsplash.com/@derekstory) on [Unsplash](https://unsplash.com/s/photos/cathedral)* --- Já tinha algum tempo que mantinha em mente esse plano de escrever mais a respeito de Arquitetura de Software. Eu mesmo me identifico publicamente, como pode ser visto no meu perfil no LinkedIn, como "Arquiteto de Software". E é bem verdade que acabo falando pouco disso nos meus artigos. Admito que estava guardando para, eventualmente, **escrever um livro**. Afinal, houve um momento da minha vida que me perguntei: "*tá, já estou na estrada faz anos, será que não há nenhum conteúdo a respeito do qual eu imagino que conseguiria escrever um livro a respeito?*". E a resposta acabou sendo justamente Arquitetura de Software. E o gatilho para me tirar dessa situação meio letárgica (em que não escrevo muito a respeito mas também nunca começo o livro) foi uma situação curiosa de desentendimento a respeito de um conceito muito básico, que é justamente **o conceito de conceito**. Esquisito, não? Qual é o conceito de conceito, afinal? Bom, isso fica para o próximo artigo. Esse aqui é apenas uma introdução ao assunto, para não ter que ficar explicando lá sobre essa *meta-informação* aqui. Gostaria de escrever sobre esse assunto porque, no geral, muita gente o enxerga como algo um tanto obscuro e até complexo, quando, na realidade, é justamente o contrário: é tudo muito claro e muito simples, mais do que se poderia supor, até. Arquitetura de Software, no fim do dia, diz mais respeito a **disciplina** do que a alguma espécie de forma de conhecimento elevada que porventura seja reservada apenas aos "iniciados" em alguma arte meio desconhecida. E é isso. Vamos em frente.

Curti

25 visitantes curtiram esse Item.

Anterior: Artigos / XFCE: quase como o Lada | Próximo: Artigos / Diretrizes de Desenvolvimento