Negócios / Artigos /
Hipermercados: algo está muito errado

Cléber

## Ou: por que eu tenho preferido ir no mercadinho da esquina * Date: 2018-11-07 23:29:22 Eu tenho o costume de perguntar para minha esposa, pouco antes de sair do trabalho, se ela quer que eu compre algo na volta para casa. Hoje ela pediu algumas coisas. No meu caminho há pelo menos três mercados grandes, mas dois eu já descarto, porque são "mercado de rico": tudo é superfaturado. O que resta é um "hipermercado" de uma rede paranaense, que fica justamente na principal via que eu trafego. E, todavia, eu passo reto por ele e prefiro desviar uns 500 metros do caminho para ir num mercadinho menor que tem aqui por perto, mesmo. Faz sentido, isso? Oras, o mercado grande, de uma rede já consolidada, não deveria ser "só vantagem" sobre o mercadinho da esquina, que, inclusive, tem os preços sempre um pouco mais caros? O que poderia explicar isso? # 1- O caminho da compra ## 1.1- No hipermercado No "hipermercado" da grande rede, a coisa funciona assim: - Saio da via e desço a rampa para o estacionamento, que é subterrâneo. - Na entrada, pego o ticket do estacionamento e aguardo a cancela abrir. - Procuro uma vaga para o carro, tentando achar uma perto da porta. - Perto da porta, só "de idoso". Paro meio longe da porta, então. - Caminho até a porta, pego a "rampa rolante" que sobe até a loja em si. - Caminho mais alguns metros até entrar **realmente** na loja, que tem um grande paço na entrada. - Procura cada um dos itens da lista. São três, mas é uma boa caminhada. - Procuro um caixa. - Registra-se a compra, pago, valida-se o ticket do estacionamento, me dirijo à saída. - Desço a rampa, caminho até o carro. - Passo o ticket no leitor, aguardo a cancela abrir. Subo a rampa. Estou de volta à rua. **Desgraçadamente complicado** , especialmente para quem está voltando do trabalho, cansado, querendo chegar logo em casa e tomar um banho. ## 1.2- No mercadinho - Ao invés de ir direto para a casa, pego o caminho do mercadinho. - Estaciono na frente, menos de dez metros da porta de entrada. - Pego os itens da lista. - Registra-se os itens, pago. - Volto para o carro e vou para casa. **Muito mais confortável**, não? # 2- Os problemas do hipermercado Lembre-se: **as pessoas pagam por comodidade**. A minha compra ficou **mais cara** por eu ter escolhido o mercadinho. Mas está tudo bem, porque foi muito mais rápido e fácil. Se eu tivesse ido no "hipermercado", teria tido uma jornada de compra bem mais longa, e isso não é justificado por uns poucos reais a menos na conta final. No hipermercado, tudo é grande demais. É preciso caminhar "muito" para fazer qualquer coisa. Okay, **não é tanto assim**, mas para quem só quer pegar uma coisinha ou outra e ir embora o mais rápido possível, tudo parece terrivelmente mais cansativo do que deveria ser. Lembre-se: para quem está com pressa, tudo parece devagar. O hipermercado tem processos demais. Validar estacionamento? Chato. Esperar cancela abrir? Demorado. Ficar procurando vagas? Terrível! # 3- Possíveis soluções ## 3.1- Investimento em lojas menores As grandes redes bem que poderiam investir em lojas que ofereçam aquilo que deixaram de oferecer: comodidade. Que apliquem os conhecimentos adquiridos nas grandes lojas para fazer com que pequenas lojas sejam bem administradas, enxutas e limpinhas. E deem-nos, assim, **comodidade e rapidez**. ## 3.2- "Compras prontas" Ou, o que seria ainda melhor, que se estabeleça a "compra pronta". É simples. - Eu instalo uma app "compra pronta Rede X" no meu celular. Ou acesso um website. - Faço a lista de compras, sempre escolhendo entre **no máximo 3 marcas** (mais que isso só nas "opções avançadas"). - Pedido feito. Informo que horas passo lá pegar. - Meia hora antes desse horário, meu "carrinho" começa a ser **fisicamente alocado** lá na "loja". - Estando pronto, recebo uma notificação e efetuo o pagamento. - Saio do trabalho, passo na "loja", tenho um QRCode *escaneado* direto da tela do celular. - Pego minhas compras e vou embora. Coisa de 2 minutos. Nada mal, hein? Se alguém ficar rico com essa ideia, me manda um cheque de agradecimento, por favor.

Curti

57 visitantes curtiram esse Item.

Próximo: O Brasil mata empresários